best generic cialis online canadian pharmacy 24 levitra 10 mg online cheap online viagra us pharmacy online
Marca Maxmeio

Blog

Postado por admin em 25 de jun as 20:36

Você programou férias com a família na praia para usufruir de diversão ao ar livre, mas a chuva tem dado as caras com frequência? Com um pouco de organização, criatividade e paciência, dá para distrair as crianças enquanto o tempo não melhora. Mas não se esqueça que brincar junto é fundamental. Veja ideias para espantar o tédio.

1. Jogos prontos, com pinos e bola de plástico, mas é possível improvisar usando garrafas PET (coloque um pouco de areia ou pedras dentro delas para que tenham mais estabilidade). O objetivo é, a cada jogada, derrubar o maior número possível de garrafas/pinos. Jogos com regras estimulam a cooperação e a competição positiva entre as crianças.

2. Quatro cores: em uma folha, desenhe uma figura qualquer. Com um lápis, divida-a aleatoriamente em até dez subdivisões para não dificultar muito. Cada criança recebe quatro canetinhas ou lápis de cores diferentes e um desenho. O objetivo é colorir usando as quatro cores sem deixar regiões vizinhas com o mesmo tom.O azul não encosta no azul, o verde não encosta no verde e assim por diante. Áreas limitadas pelo vértice podem ter tonalidades iguais. Se a criança não conseguir completar a figura, dê a ela a oportunidade de pintar novamente. Ideal para crianças a partir de três anos Cabra-cega: usa-se um lenço ou um pedaço de tecido para vendar os olhos de um participante. O escolhido é rodado em torno de si e solto para capturar os demais jogadores. Quem for pego é a próxima cabra-cega. Para que a diversão aconteça de forma segura, escolha um local livre de obstáculos para que ninguém tropece e caia. Quanto mais jogadores, mais divertido, por isso é interessante que os pais participem. Dá para brincar com crianças a partir de três anos.

3. Jogo dos pontinhos: desenhe em toda a extensão de uma folha vários pontinhos, deixando pequenos espaços entre eles. Com canetas de cores diferentes, os jogadores, alternando-se, vão ligando um ponto ao outro até formar um quadrado. A cada jogada, pode-se fazer apenas um traço de ligação. Ganha aquele que formar mais quadrados. A brincadeira requer habilidade para fazer riscos mais precisos, por isso é mais indicada para crianças a partir de cinco anosTelefone sem fio: nessa brincadeira tradicional, os participantes sentam-se formando um círculo. Um é escolhido para iniciar e fala, ao pé do ouvido, para que ninguém o ouça, uma palavra ou frase para quem está imediatamente a seu lado. O receptor dá continuidade ao jogo repassando o que ouviu e assim até o último participante. Na ânsia de não ser escutado, os jogadores vão baixando o tom de voz, o que costuma fazer a mensagem chegar bastante alterada, e engraçada, ao destino final. Quanto mais gente participar melhor. A brincadeira pode ser feita com crianças a partir de três anos.

4. Jogo da memória: existem baralhos prontos, mas a brincadeira pode começar com a confecção de um baralho personalizado com a criança. Para tanto, basta desenhar figuras iguais, como frutas ou formas geométricas, em pedaços de papel. Com os pares prontos (quanto mais, mais difícil e interessante será o jogo), embaralhe-os. Disponha as cartas, com as figuras voltadas para cima, sobre uma mesa ou outra superfície. Dê um tempo para os jogadores tentarem memorizar as posições dos desenhos iguais. Depois vire as cartas para baixo. O objetivo é localizar os pares. Quem achar mais, ganha. Recomendável para crianças a partir de três anos.

5. Cinco marias: antes de começar, é preciso confeccionar cinco pequenos quadrados de tecido e enchê-los de areia ou de arroz. Para iniciar, jogue os saquinhos no chão de maneira que não fiquem muito longe uns dos outros. Usando apenas uma mão, o jogador terá de pegar um saquinho, jogá-lo para o alto e, sem deixar que ele caia no chão, apanhar mais um. Na próxima rodada, joga-se um para o alto e tenta-se pegar dois do chão e assim por diante. “Essa brincadeira trabalha a coordenação motora da criança, enquanto ela se diverte”, afirma a coordenadora pedagógica Márcia Sayoko Nanaka. Ideal para crianças a partir de sete anos.

Fonte: Uol

Deixe uma resposta

http://hotcanadianpharmacy.com/