Marca Maxmeio

Blog

Postado por admin em 05 de nov as 20:18

No dia-a-dia, muitas pessoas bebem pouca água, isso inclui as mamães e futuras mamães, esquecendo que seu corpo é constituído por cerca de 65% de água. O que isso representa?

Em consequência desse mau hábito, as mamães não oferecem água para seus filhos, ignorando a importância da hidratação diária das crianças. Lembrando que a criança ao nascer é constituída de aproximadamente 79% de água, de 70 a 75% nas primeiras semanas de vida e, no primeiro ano de vida, atinge de 60 a 65%.

Um bebê que é amamentado não necessita de água, chá ou suco. O leite materno oferece ao bebê até os seis meses de idade quantidade de água suficiente para sua hidratação.

Como o estômago e intestino do bebê até os seis meses de vida ainda estão imaturos, mesmo uma “inocente” água pode provocar diarreia e vômitos, aumentando as chances de desidratação.

Por isso, nessa etapa da amamentação, quem precisa de muita água para garantir quantidade de nutrientes suficiente para o leite materno é a mamãe.

Para os bebês alimentados com fórmulas, leite de vaca ou então que já passaram dos seis meses e que estão se alimentando de outros alimentos, a oferta de água é extremamente necessária para hidratá-los.

Ofereça água quando a criança estiver acordada. Deve-se aumentar a oferta de líquidos nos dias quentes e quando o bebê estiver com febre. Crianças precisam mais de água do que um adulto, pois são mais susceptíveis ao stress por calor já que possuem pouca massa corporal e com isso absorvem mais calor.

Também tem uma menor capacidade de suar que os adultos, tendo assim menos capacidade de dissipar o calor do corpo.

Água para recuperar as energias – Crianças que realizam atividade física merecem maior atenção, especialmente em temperaturas quentes. Ofereça água constantemente, pois os pequenos são menos sujeitos a sentir sede durante uma atividade e podem não sentir a necessidade de beber água mesmo quando o corpo precisa.

A água se faz necessária para o crescimento das crianças e para o melhor funcionamento do organismo, melhorando as funções dos rins, bexiga e intestino. As frutas, sucos, legumes e verduras também são fontes de água para o corpo humano. Mas as crianças devem beber pelo menos quatro copos com água fervida ou filtrada para garantir a harmonia do seu corpo.

A boa hidratação da criança previne a prisão de ventre, pois a água melhora o trânsito intestinal e umidifica as fezes.

Caso a criança perca muita água através de transpiração excessiva ou pelo trato gastrointestinal, como febre, diarreia ou vômito, consulte um pediatra e verifique a necessidade de se aumentar a ingestão de água para garantir a perfeita hidratação do seu filho.

As mamães nunca devem esquecer que seus filhos necessitam repor líquidos mais cedo e com maior frequência e que eles não tomam instintivamente a quantidade suficiente de líquidos para repor a água perdida. Portanto, água neles!

Postado por admin em 29 de out as 21:02

Além de escolher produtos certos que não causem irritação na pele sensível das crianças, é preciso cuidar com carinho das roupas para que elas durem mais tempo.

Cada tipo de tecido demanda um cuidado diferente. Qualquer descuido é suficiente para encolher a peça, manchar e danificar o tecido. Normalmente, as etiquetas trazem orientações sobre o modo ideal de lavagem.

Algumas roupinhas com tecidos delicados, aplicações, rendas, fitinhas e bordados precisam ser lavadas à mão, com a água na temperatura correta e sabão neutro.

Em geral, tecidos sintéticos como o poliéster e o elastano são resistentes, mas não devem ser lavados com água quente. Já os tecidos de algodão, que são feitos com fibras naturais, são apontados como o melhor tecido para os bebês e não dão muito trabalho na manutenção, mas se a lavagem for feita com água quente, ele pode encolher. Peças feitas de viscose, acetato e outras fibras regeneradas são delicadas e não devem ser centrifugadas nem torcidas. Dê uma atenção especial às roupas de malha de elastano, a conhecida Lycra. Se forem coloridas, não devem ficar de molho, pois podem manchar.

O ideal é lavar a roupa com água fria e dissolver bem o sabão antes de emergir a roupa, seja no balde ou na máquina de lavar. Lembre sempre de separar as peças brancas das coloridas. Inclusive, roupas com cor devem ser lavadas separadamente nas primeiras vezes, quando soltam mais tinta.

Evite esfregar as roupinhas no tanque ou centrifugar na máquina. Normalmente as peças dos bebês são delicadas. Depois de enguaxar bem, apenas pressione suavemente para tirar o excesso de água antes de por para secar no varal.

Fonte: Guia do Bebê

Postado por admin em 22 de out as 19:43

Espalhados pelos quartos das crianças, bichos de pelúcia são sinônimo de conforto e segurança para os pequenos. Entretanto, se não cuidados, podem esconder agentes nocivos à saúde.

Cerca de 80% dos bichos de pelúcia abrigam bactérias que podem desencadear surtos de intoxicação alimentar e 1 em cada 4 possuem vestígios de fezes. É o que conclui uma pesquisa conduzida por uma empresa de produtos antibacterianos, que também aponta que 90% das crianças abandonam regularmente seus brinquedos no chão, onde a incidência de sujeira e germe é maior.

Segundo explica o biomédico Rogério Saad, especialista em imunologia e coordenador do curso de Biomedicina da Faculdade Pequeno Príncipe (PR), os resultados de contaminação são decorrentes do fato de que, muitas vezes, o quarto do bebê é pensado mais em relação à decoração do que em relação à higiene e conforto para criança. “De maneira geral, os paisnão têm a noção de que o quarto do filho é potencialmente um local para infecção, para ação de bactérias e outros agentes, como ácaros”, diz.

O especialista alerta para trocadores ao lado de berços, camas e brinquedos que, somados à uma higienização incompleta, afetam a saúde das crianças. “Nem sempre os trocadores têm uma superfície impermeável, muitas vezes ficam ao lado da cama, onde também há acolchoados. Essas superficies ficam sujeitas à contaminação. Se a mãe não higieniza a mão depois de trocar a fralda do bebê, por exemplo, ao tocar nos objetos próximos à criança ela leva contaminantes, como resto de fezes.”

Assim, ainda sem a imunidade pronta, a criança se torna mais sucetível a infecções. Por isso, a prevenção é a melhor medida. Para Saad, o ideal é que, sempre que houver manipulação de fezes, a mãe realize uma higienização mais forte no local, com antisséptico indicado pelo médico, além de lavar bem as mãos. E, claro, ensinar os filhos a fazerem o mesmo, em especial, após ir ao banheiro e antes das refeições.

Em relação aos bichos de pelúcia, a orientação do especialista é de que o quarto tenha o mínimo possível deles, e que devem ser expostos frequentemente ao sol. “Para limpar, vale usar uma escovinha, esponja com água morna e detergente. Se estiver muito sujo, deve-se lavar ou em bacia ou em máquina. O excesso de água deve ser tirado e o ursinho deve ser pendurado no varal, para secar naturalmente.” Antes e depois da criança brincar, o ideal é que ela também lave as mãos.

No entanto, Saad pondera que a higienização não precisa ser excessiva. “Nada de neura. Ninguém vive em ambientes estéreis. O mínimo de contato com bactérias também contribuem para a construção da imunidade da criança”, conclui.

 

bicho-pelucia-filho-vestigios-fezes-como-limpar-2

Fonte: Revista Crescer

Postado por admin em 15 de out as 18:11

Entre as várias coisas boas que existem em morar no Nordeste, destacamos o clima sempre no verão, que permite abusar dos vestidos e das cores. E a Daya não poderia ficar de fora da moda, com looks que vão deixar as meninas um charme.

Confira algumas dessas peças e passe em nossa loja pra garantir suas novidades!

11219360_1048623398495756_3590629764351345207_n

12108172_1048228345201928_28410688406294330_n

Postado por admin em 09 de out as 18:40

Se divertir em família é um dos momentos mais agradáveis para adultos e crianças e o dia das crianças é uma ótima oportunidade para os pais mais ocupados dedicarem um tempo para passar com os pequenos e, com um pouco de criatividade, é possível se divertir por horas sem sair de casa. Separe algumas brincadeiras para fazer com as crianças e permitir que a alegria e animação dos pequenos contagiem o ambiente.

Conheça 10 brincadeiras ideais para fazer em casa:

1. Complete o desenho: Muito divertido para brincar com os filhos e até com outras crianças junto, a brincadeira consiste em sentar em roda e fazer um desenho em conjunto. O primeiro faz um traço, passa a folha adiante para o próximo completar. Depois de passar pela roda – uma vez se for muitas pessoas e duas vezes se for poucas pessoas – quem começou a desenhar deve explicar o que é o desenho terminado.

2. Teatro de fantoches: Brincar com fantoches é muito divertido para crianças e adultos. Basta usar bonecos de pano confeccionados em casa ou comprar fantoches de verdade. Os adultos criam uma história para as crianças e depois a brincadeira se inverte: os pequenos terão que usar a criatividade para inventar uma nova história com os bonecos.

3. Imite o animal: A brincadeira consiste em lançar a pergunta “Qual animal você gostaria de ser?”. A resposta deve ser elaborada através de gestos e os outros da roda devem adivinhar. Após as adivinhações, a criança deve explicar porque escolheu o animal e a brincadeira segue adiante.

4. Aniversário de bonecas: Ideal para mães e filhas, uma festa de aniversário de bonecas pode ser muito divertido e trazer a diversão real de uma comemoração. Prepare doces e salgados e confeccione objetos decorativos na companhia das crianças. Após preparar o local, comemore com os pequenos o aniversário da boneca preferida de uma das crianças.

5. Desafio do Trava-língua: Reúna as crianças para desafiá-las a falar rapidamente trava-línguas. É possível encontrar várias frases difíceis através de pesquisa e fazer as crianças repetirem em voz alta. A brincadeira com certeza trará muitas risadas e diversão em família.

6. Brincadeira dos gestos: Divertido, simples e fácil de entender, a brincadeira funciona através de gestos que devem ser completados pelas crianças. O primeiro participante faz um gesto, o segundo imita e acrescenta outro, o próximo deve imitar os dois primeiros e fazer mais um gesto. Essa brincadeira também é divertida com palavras em categorias, como frutas ou animais.

7. Boliche com garrafas pet: Brincar de boliche em casa também é fácil e pode proporcionar horas de diversão para toda a família. Prepare o jogo com garrafas pet e um bolinha de tênis, coloque as garrafas enfileiradas e desafie às crianças a derrubar tudo. É possível também fazer um placar para que o jogo fique competitivo.

8. Acampando na sala: Sair da rotina e entrar em clima de aventura pode ser muito divertido e emocionante para as crianças. Leve os colchões para a sala e faça cabanas de lençóis para acampar. Não esqueça de comprar marshmallows e preparar histórias para contar antes de dormir.

9. Brincando de rimas: Brincar de rimas exige criatividade e concentração, mas pode ser muito interessante para pais e filhos. Alguém inicia uma história com uma frase, o próximo da roda deve continuar o conto com uma frase que rime com a primeira e assim por diante. A história não precisa fazer sentido, mas é necessário que as frases rimem.

10. História com objetos: Outro jogo de criatividade e atenção, as crianças terão que pensar para criar histórias engraçadas. Os pequenos e os adultos devem sentar em roda e cada um escolhe três objetos para o participante ao lado. Cada pessoa precisa contar uma história usando o nome dos objetos em mãos e depois é só trocar os objetos para continuar brincando.

Fonte: Mundo Globb

Postado por admin em 01 de out as 20:42

O final de semana se aproxima e com ele nada melhor do que criar uma opção pra reunir a criançada e se divertir junto com eles. Muitas mamães e papais devem se lembrar de quando eram crianças e montavam cabaninhas junto com seus pais, amigos ou primos. Era ótimo para exercitar a criatividade, pensando em quais lençóis usar, como fazer para prender tudo e não desmoronar, tomar cuidado para entrar e sair, enfim uma alegria singela, daquelas que nos faz abrir um sorriso só de lembrar, não é?

A cabaninha é um ótimo lugar para ler, pintar e brincar. É algo que mexe com o imaginário da criança e faz com que ela guarde boas lembranças no futuro. Hoje em dia, com tanta tecnologia inserida no mundo infantil, a cabaninha também pode ser uma ótima desculpa para a criança se desconectar do mundo virtual. Para isso combine com ela que dentro da cabaninha nenhuma tecnologia funciona, então ela precisa guardar o tablet e pode pegá-lo depois. E para que ela resista ficar sem o aparelho, reúna os brinquedos e atividades que ela mais gosta de fazer junto com muitos travesseiros para que o lugar fique confortável.

Uma ótima opção para deixar a brincadeira mais legal é um kit cabaninha, que você mesma pode montar para os seus filhos e fazer uma surpresa, ou fazer junto com eles. Esse kit varia de família para família, de acordo com o espaço, a quantidade de filhos e o lugar onde vai ser montada a cabaninha (como dentro ou fora de casa), mas aqui vão nossas dicas:

Muitos lençóis;
Lanternas;
Prendedores de roupa;
Barbante;
Lanchinhos (é importante lembrar para a criança de que restos de comida e embalagens vazias podem atrair insetos indesejados, por isso eles devem sempre jogar essas coisas no lixo e manter a cabaninha sempre limpa).

Junte todos esses itens em uma bolsa especial e coloque uma etiqueta escrito “KIT CABANINHA”. Quando a brincadeira acabar, o pequeno pode colocar tudo de volta nessa sacola e deixá-la guardada para a próxima vez.

cabana

Fonte: Blog Tricae

Postado por admin em 24 de set as 19:33

Renovar o armário infantil com roupas e calçados maiores faz parte da rotina de quem tem filhos em fase de crescimento. Os gastos são inevitáveis, mas podem ser reduzidos se a mãe seguir dicas de planejamento e escolher as peças com critério. Veja a seguir cinco conselhos e boas compras.

1. Faça uma lista com os itens necessários
Comprar apenas o necessário é o primeiro passo para quem quer economizar com as roupas da criançada. Saber combiná-las e preservá-las por mais tempo também leva ao melhor aproveitamento daquilo que está no guarda-roupa.

2. Aproveite as liquidações
Leve em conta o orçamento e as reais necessidades, as mães podem –e devem– aproveitar as liquidações promovidas pelas lojas nos meses de janeiro, fevereiro, junho e julho. Cuidado só para não se empolgar e comprar peças de inverno que não poderão ser usadas no verão ou vice-versa.

3. Números maiores só para peças versáteis
Adquirir roupas de tamanhos maiores, para que a criança possa aproveitá-las por mais tempo, é uma prática comum entre as mães. Mas, segundo a consultora de moda Érica Minchin, isso deve ser feito apenas com roupas mais versáteis, que “transitem” bem pelas estações e mudanças de clima, tais como calças jeans, shorts, saias, camisetas básicas e tricôs, como suéteres e cardigãs.

4. Fuja de produtos licenciados
A artista plástica e blogueira Anne Rammi, do Mamatraca, evita comprar roupas com estampas de personagens: Fujo dos produtos licenciados. Além de serem mais caros, são mais difíceis de cuidar em função das estampas, diz Anne, que prefere adquirir moletons e camisetas confortáveis, sempre lisos, simples e baratos, preferencialmente em pontas de estoque.

5. Evite modismos
Além de fazer uma estimativa do número de vezes que a roupa será usada, a mãe deve pensar em como combiná-la com o que já existe no armário da criança. Invista em peças versáteis, fáceis de combinar e evite modismos, diz a consultora de moda.

Fonte: Uol

Postado por admin em 10 de set as 21:16

Uma alimentação saudável para as crianças garante nutrientes suficientes em quantidade e qualidade, bom estado de saúde e crescimento. Porém, fazer com que os filhos se alimentem de forma correta não é tarefa fácil. “Acredito que a maior dificuldade seja no consumo de folhosos e vegetais, provavelmente devido ao fato do baixo consumo desses alimentos pelos adultos. Como as crianças reproduzem comportamentos, se os pais não consomem esses alimentos, a criança também não consumirá”, afirma a nutricionista Fernanda Amorim, professora de Nutrição Infantil do Centro Universitário Celso Lisboa.

Segundo ela, um erro muito comum é que pais ou responsáveis pela criança coloquem os alimentos misturados, batidos ou processados, e em grandes quantidades. “Isso não promove conhecimento e formação do hábito alimentar, pois confunde sabores e aromas, além de interferir na aparência. E costuma reduzir o consumo alimentar, pois, para evitar que a criança fique sem comer, muitos pais costumam oferecer outras opções, tais como biscoitos, iogurtes, doces, etc, para que a criança não fique com fome”, afirma. Essa atitude acaba sendo vista como uma recompensa, que faz com que a criança entenda que não precisa comer aqueles alimentos, pois ela receberá o que quer no momento seguinte.

Dicas de boa alimentação para crianças

1 – A alimentação deve ser variada, com todos os grupos alimentares, divididos ao longo do dia, de forma bem colorida;

2 – As crianças devem consumir produtos lácteos ou leite pelo menos três vezes ao dia;

3 – Apresente os alimentos separadamente no prato de forma criativa, formando imagens coloridas e divertidas, que podem garantir melhor adesão à alimentação;

4 – Crianças costumam ter aversão ao consumo de água, por isso ele deve ser muito incentivado;

5 – Incentive também o consumo de todos os tipos de frutas: in natura, sucos ou em vitaminas.

1427115970_alimentacao_crianca

Fonte: Bolsa de Mulher

Postado por admin em 31 de ago as 17:42

Quando o bebê cresce, muitas vezes o berço é descartado, mas o que muita gente não sabe é que ele pode ser reciclado e ter novas funções na sua casa. A reciclagem além de trazer benefícios para o meio ambiente, já que quase não há lixo produzido, ajuda a concientizar o pequeno desde cedo sobre a importância de fazer sua parte para um mundo melhor.

Customizar um berço pode parecer bastante trabalhoso, mas com um pouco de paciência e carinho dá para fazer objetos maravilhosos que tanto a criança quanto os pais podem aproveitar. Confira as incríveis transformações feitas por mamães e papais criativos e inspire-se:

Cama

O pequeno não precisa se desapegar do berço tão depressa, o móvel só precisa de uma renovada para pode ser usado pelo pequeno mais um pouco. Se o seu filho estiver grandinho, mas ainda couber no berço, essa é uma boa opção para não ter que gastar com uma cama nova. A escadinha na lateral deu um charme a mais e seu filho pode se divertir com essa ideia.

Mesa

Transformar o berço antigo em uma mesa para os pequenos fazerem suas atividades é uma ótima alternativa para não jogar o móvel fora. E o melhor é que não é tão complicado de fazer, basta tirar uma das grades laterais e fixar uma placa por cima do estrado do berço para servir como apoio. Uma dica: a placa pode ser pintada com tinta lousa, assim as crianças ficam livres para rabiscar a mesa com giz e depois apagar.

Estante

Uma nova pintura pode transformar muito um móvel usado. Esse berço passou de marrom para branco, foi invertido e suas “pernas” foram cortadas. Com algumas placas de madeira, ele virou uma estante muito prática, já que as grades permitem que você pendure diversos objetos, como revistas. Nas laterais, você pode colocar ganchos para segurar objetos compridos como guarda-chuvas.

Cadeira

Depois que o berço foi desmontado, a cabeceira serviu como encosto e as grades como as laterais da cadeira. Uma linda almofada dá o toque final e a cadeira torna-se uma ótima opção para montar um cantinho da leitura para o seu filho. Uma sugestão bacana é pintar a estrutura com uma cor vibrante para deixar o ambiente mais animado.

Fonte: Blog da Tricae

Postado por admin em 21 de ago as 20:01

Para as mamães que adoram o cinema e não sabe o que fazer com as crianças, esse final de semana estreia O Pequeno Príncipe, clássico da literatura que ganhou uma filmagem para as grandes salas. Com classificação etária livre, o filme é uma releitura do sucesso que conquistou adultos e crianças desde 1943.

Confira a sinopse e boa diversão:

Uma garota acaba de se mudar com a mãe, uma controladora obsessiva que deseja definir antecipadamente todos os passos da filha para que ela seja aprovada em uma escola conceituada. Entretanto, um acidente provocado por seu vizinho faz com que a hélice de um avião abra um enorme buraco em sua casa. Curiosa em saber como o objeto parou ali, ela decide investigar. Logo conhece e se torna amiga de seu novo vizinho, um senhor que lhe conta a história de um pequeno príncipe que vive em um asteróide com sua rosa e, um dia, encontrou um aviador perdido no deserto em plena Terra.

maxresdefault

ссылка онлайн детские игры найти как найти номер телефона санатория номер телефона по адресу оренбург здесь найти номер телефона по фамилии в сочи база адресов и телефонов киева рисовать игры для детей онлайн база данных телефонных номеров мобильных программа для узнать домашний адрес по телефону москва онлайн игры губка боб тут бесплатные онлайн игры с кровью справочник телефонов гувд ссылка узнать по фамилии адрес петербург на сайте ссылка определить местоположение на карте по номеру телефона определение купить дженерики Блог жирафа здесь sitemap